Campus Fapa recebe o #ZH na Faculdade

Coordenadora Digital da Zero Hora, Débora Pradella falou sobre os aplicativos esportivos de notícia

Coodenador do curso de Jornalismo, Leandro Olegário apresentou o evento (FOTO: Douglas Sarmiento)

No Rio Grande do Sul, a maior rivalidade do futebol é entre Grêmio e Internacional. Ciente dessa realidade, a Zero Hora criou um aplicativo de notícias exclusivo para as duas maiores torcidas do estado. E, para falar desses aplicativos, que a ZH considera um dos seus cases de sucesso, o campus Fapa da UniRitter recebeu no evento #ZHnaFaculdade, na noite desta terça-feira (09/05), a coordenadora digital da Zero Hora, Débora Pradella.

O evento começou com as boas-vindas do coordenador do curso de Jornalismo da UniRitter, Leandro Olegário, que agradeceu a participação dos alunos. Em seguida, Débora falou sobre a abertura das inscrições do Primeira Pauta ZH, concurso que seleciona estudantes de jornalismo para vivenciarem a experiência de redação da Zero Hora.

Débora destacou sobre o contexto do mercado atual com o jornalismo digital (FOTO: Douglas Sarmiento)

Débora contou um pouco da sua carreira e de sua participação no desenvolvimento e implementação dos aplicativos Colorado GaúchaZH e Gremista GaúchaZH, que, hoje, contam com mais de 90 mil usuários.

A jornalista abordou a cobertura esportiva do estado e de como os jornalistas esportivos têm que se desvincular dos times que torcem para se incorporar à redação de esporte da ZH. “Antes de entrar efetivamente, o jornalista faz uma limpa nas suas redes sociais para certificar que não há vínculo (com time) nenhum”, revelou Débora, que fez uma análise geral sobre o quadro atual do jornalismo digital, falou do investimento da Zero Hora em conteúdos exclusivos para os aplicativos das torcidas e de como o número de assinantes digitais vem crescendo.

Lançados em 2013, o Colorado GaúchaZH e Gremista GaúchaZH, com formato de aplicativos de notícias padrão, tiveram suas principais melhorias quando se tornaram produtos específicos para torcedores. Vencedores do Prêmio Digital Mídia Latino, categoria Melhor Novo Produto, em 2015, os aplicativos da ZH investem para que haja uma identificação e proximidade dos torcedores. “Começamos a narrar os jogos com linguagem semelhante à dos torcedores. Reclamando do juiz, do cara que não jogou bem, exaltando o cara que é o favorito da torcida”, contou Débora.