UniRitter recebe III Simpósio Gaúcho de Engenharia de Produção

SIGEPRO aconteceu nos dias 23, 24 e 25 de novembro no campus Fapa

Na noite de sexta feira (23/11), o campus Fapa recebeu mais de 280 alunos, vindos de vários cantos do Estado, para a abertura do III Simpósio Gaúcho de Engenharia de Produção. Organizado pelo Núcleo Gaúcho de Estudantes de Engenharia de Produção (NUGEEP), o evento aconteceu até domingo (25/11) e teve como objetivo disseminar conhecimento relevante para a produtividade e a competitividade do Rio Grande do Sul. Foram mais de 20 palestrantes distribuídos entre os três dias de simpósio, que contou com apresentação de cases e artigos, bem como minicursos e oficinas.

A abertura ocorreu no auditório do prédio 4. Na chegada, os alunos recebiam a credencial e brindes dos organizadores. Já dentro do auditório, o aluno de Relações Públicas, Josué Borges, atuou como mestre de cerimônias. Ele deu início ao SIGEPRO chamando ao palco a presidente do NUGEEP, Pauline Christo (Feevale), e a vice-presidente, Sabrina de León (UniRitter). Em suas falas, elas agradeceram os estudantes que haviam saído de várias partes do Estado para participar de um evento focado no desenvolvimento da Engenharia de Produção.

A abertura continuou com Josué chamando os palestrantes da noite: o professor da Feevale, Fábio Sartori Piran, e o coordenador da Engenharia de Produção da Unisinos, Daniel Pacheco Lacerda. Eles falaram sobre “Gestão da produtividade e eficiência em sistemas de produção em bens e serviços, com a utilização da Análise Envoltória de Dados (DEA)”. Fábio evidenciou que estamos na quarta revolução industrial, que veio com a digitalização. Logo, atualmente é possível materializar fisicamente o material digital que vem do outro lado mundo. “Fazer mais com menos é a principal função do engenheiro de produção”, destacou. Já Daniel trouxe projetos, pesquisas e um estudo do Grupo de Pesquisa em Modelagem para Aprendizagem (GMAP), do qual ele é coordenador. Os professores também explicaram os passos para a utilização da Análise Envoltória de Dados e ressaltaram como ela pode mudar para melhor a produtividade do brasileiro, que é uma das piores do mundo.

Essa foi a primeira vez em que a UniRitter recebeu o SIGEPRO. Em 2017, o evento aconteceu na Feevale, em Novo Hamburgo, e, em 2016, na Unisinos, em São Leopoldo.

Este slideshow necessita de JavaScript.