UniRitter leva quatro troféus no SET Universitário

Alunos de Jornalismo, Design Gráfico e Publicidade e Propaganda se destacaram na premiação

A noite de sexta-feira (29/09) foi de comemoração para os alunos dos cursos de Jornalismo, Design Gráfico e Publicidade e Propaganda da UniRitter. Dez estudantes conquistaram prêmios em quatro categorias do SET Universitário, concurso anual promovido pela Faculdade de Comunicação da PUCRS. A premiação, que ocorre desde 1988, é uma das mais tradicionais das universidades brasileiras.

Foram 1.389 trabalhos e 7.495 alunos inscritos de todo o Brasil. Entre tantos concorrentes, Lúcia Haggstrom foi uma das vencedoras, junto à colega Victória Alfama, na categoria Documentário em Áudio, com a reportagem “Refugiados: Obstáculos no caminho da sobrevivência”. Para Lúcia, a conquista confirmou o sentimento de que ela está no rumo certo e fazendo o que nasceu para fazer. “Acho que o ponto é esse: tu ir em uma faculdade que não é a tua, reconhecerem teu trabalho e tu perceber que na Ritter se produz, sim, trabalho de qualidade, competitivo e que merece a atenção dos jornalistas que a gente admira”, ressalta.

Lúcia e o professor Matheus Felipe, orientador do trabalho

O Jornalismo faturou ainda um segundo prêmio: “Meninas da Fase”, de Fernanda La Cruz, ficou em primeiro lugar na categoria Reportagem em Texto. A estudante explica que mais importante do que a premiação é a tentativa de mostrar uma realidade tão próxima fisicamente e, ao mesmo tempo, distante. “Se pelo menos uma pessoa conseguir mudar um pouquinho sua visão de mundo lendo sobre o sofrimento, as dificuldades e a ressocialização – que é algo real e funciona – então terei cumprido meu papel quando quis iniciar essa história”, afirmou.

Alunos de Publicidade e Propaganda comemoram conquista

Também foram premiados alunos nas categorias Comunicação com Responsabilidade Socioambiental, com o projeto Olhos do Amanhã, de Bruna Trajano Tesch, Thiago Merolillo, Caroliny Cardias, Mylena Scheffer e Victória Ketzer, do curso de Publicidade e Propaganda. Para Bruna, ganhar um prêmio entre tantos concorrentes é motivo de muito orgulho e serve como incentivo para continuar o projeto, que ajuda crianças da comunidade do Sarandi através da arte. “A partir do momento que a gente consegue um prêmio desses, a gente está conseguindo um reconhecimento para o projeto e isso nos dá mais força, isso nos impulsiona”, enfatiza.

Na categoria Projeto Gráfico, o projeto o263 – Design Magazine, de Gabriel dos Santos Guerguen e Priscila Czuka Guaglioni, também foi premiado. “Tu sabe que, se tu foi reconhecido ali, uma coisa certa tu está fazendo”, disse Gabriel. “Receber esse prêmio significa que todos os sacrifícios que eu fiz nesses últimos semestres valeram a pena”, completa.