Quarta edição do Café Histórico discute “Eleições no Brasil pós-democrático”

Evento organizado pelos alunos de História da UniRitter ocorreu sábado no Memorial da Livraria do Globo

TEXTO E FOTOS | Rafael Costa

O Brasil nunca escreveu tantas páginas em sua história como nos últimos anos, quando a política, a economia e a sociedade passaram por inúmeras transformações em um curto espaço de tempo. Com essa visão em mente, os alunos do curso de História da UniRitter se reuniram, sábado (15/09), na Livraria do Globo, em Porto Alegre, para mais uma edição do Café Histórico. Organizada pelos próprios alunos, a quarta edição do evento debateu “As Eleições no Brasil Pós-Democrático”.

Idealizado por Sibele Mezetti, aluna do sexto semestre de História, o Café Histórico surgiu a partir de um debate no WhatsApp, em maio, durante a greve dos caminhoneiros. “Percebemos que precisávamos sair do Facebook e das redes sociais onde todo mundo é especialista em tudo e trazer os debates para um espaço físico, onde as pessoas pudessem conversar sobre as política, sobre história”, explica a estudante.

O Café Histórico já debateu a greve dos caminhoneiros, o acordo entre Estados Unidos e Coréia do Norte e a Copa do Mundo. Os eventos sempre contam com a participação de um especialista no assunto debatido. Dessa vez, o professor de História da UniRitter, Ronaldo Queiroz, complementou a mesa formada por estudantes. “É um momento importante onde alunos e professores de diversos cursos discutem temas contemporâneos. O tema desta edição é o cenário eleitoral brasileiro pós democrático. Então, após uma série de fatos que atingiram a democracia, o Café Histórico cumpre um papel fundamental para que todos nós possamos debater a respeito”, explicou.

Este slideshow necessita de JavaScript.