Moda da UniRitter participa da terceira edição do Fashion Revolution

Participação do curso começou com a exposição Transformar II

O Fashion Revolution Day é um movimento global que tem como objetivo fazer pensar sobre o verdadeiro custo da moda, o seu impacto nas fases do processo de produção e o consumo consciente a partir da resposta à pergunta “Quem fez minhas roupas?”. Além disso, o movimento pretende mostrar que é possível estimular o consumo de uma forma mais sustentável e transparente. O Fashion Revolution Day foi criado após o desabamento do edifício Rana Plaza, em Bangladesh, no dia 24 de abril de 2013. A queda do prédio – que se tornou símbolo da exploração dos trabalhadores do setor têxtil – deixou 1.133 mortos e 2.500 feridos.

Atento a essa questão, o Design de Moda da UniRitter participou pela terceira vez do movimento com eventos realizados nos campi Zona Sul, Fapa e Iguatemi entre os dias 24 e 26 de abril. No calendário de atividades, a primeira a ser promovida foi a segunda edição da exposição Transformar, no saguão do prédio A, campus Zona Sul. A mostra fica aberta até o dia 27 de abril.

O objetivo é mostrar os problemas da indústria têxtil, como o uso indevido de recursos naturais, o mau descarte de resíduos na natureza e a utilização de mão-de-obra escrava. Ao mesmo tempo, a exposição também quer mostrar as alternativas aplicadas por marcas que possuem um viés sustentável no Rio Grande do Sul e utilizam materiais de origem orgânica, técnicas manuais e resíduos da indústria têxtil – sempre pensando em ampliar esta área e passar cada vez mais conhecimento para uma geração que ainda pode salvar o planeta terra com recursos mais naturais na indústria da moda.

Este slideshow necessita de JavaScript.