“É muito difícil empreender”, diz Geraldine Moojen

Em entrevista ao site da FACS, publicitária conta como administra um pool de empresas em Caxias do Sul

Ela é formada em Publicidade e Propaganda pela UCS, tem um MBA em Marketing Estratégico e Vendas, já estudou design gráfico, fotografia, mídias sociais, gestão, finanças e tudo relacionado aos negócios em que hoje está envolvida. Geraldine Moojen administra com mais dois sócios um pool de empresas: o Coletivo Labs Co-Working, o Teatro Moinho da Estação, o Núcleo Audiovisual TME e o Zero54, todos em Caxias do Sul. Estes espaços são todos interligados fisicamente, porém, são negócios distintos e independentes. Entre as atividades do grupo estão locação de salas para trabalho, reuniões e atividades multidisciplinares, realização de cursos, eventos, procurando sempre fomentar a produção artística da cidade e com projetos que façam sentido para a empresa e tenham algum impacto positivo para a sociedade. Contam também com salas de ensaio e apresentações, que são utilizadas por grupos residentes que trabalham com teatro, dança, música e audiovisual. O Zero54 é um restaurante, pub, danceteria, espaço para exposições, formaturas, etc. Nesta entrevista ela conta mais sobre as atividades do grupo e a sua trajetória profissional.

Por que você resolveu empreender na área cultura-gastronomia-entretenimento em vez de seguir o caminho mais “tradicional” da publicidade?
Aconteceu por acaso. Depois de trabalhar em várias áreas da publicidade, descobri que não queria me focar em nenhuma. Tenho um sério problema em cumprir horários tradicionais de trabalho e só me motivo com projetos nos quais eu acredite muito e sejam positivos para todos os envolvidos. Empreendendo, vi que poderia me cercar de projetos e pessoas interessantes, misturando e aproveitando tudo da melhor maneira possível. Nesses 6 anos, abrimos e administramos três empresas diferentes. Foi acontecendo e mudando o modelo de negócio em função da relação que fomos criando com a rede. O co-working abriu a rede para conhecermos e trabalharmos com diversos profissionais, proporcionou muitos projetos e negócios em função do network criado. Trouxemos muitos cursos, para instruir a nós mesmos, assim como para alimentar a rede que criamos. Por causa desse know-how criado, fomos convidados a administrar e terminar a obra do Teatro, assumindo também um ponto de cultura, o restaurante, café e galeria de arte que é o Zero54.

Quais as dores e as delícias de ser sua própria chefe?
A delícia é poder dar a direção que bem entender ao negócio, cercar-se de pessoas em quem acredita, ter flexibilidade de horários para dormir, viver e trabalhar. A maior dor é o peso da responsabilidade, pois no Brasil é MUITO difícil e caro empreender. Ser responsável pela renda de mais de trinta pessoas dá medo. Outra dificuldade imensa são as competências necessárias para gerir um negócio. Tenho um perfil criativo, sou boa com ideias, pessoas e conexões. Já a parte de administração, gestão de pessoas e financeiro são áreas onde não tenho tanta habilidade mas precisei e preciso sempre me focar mais, fazer cursos e eternas consultorias.

E sobre ser a chefe dos outros?
É muito difícil, pois estamos acostumados com a hierarquia do chefe-chefinho-peão. Tento aplicar uma relação mais horizontal, cada um com seu papel definido, vestindo a camisa e trabalhando em equipe, para um bem comum a todos. Meu maior desafio é encontrar um equilíbrio nisso.

Você acha que cidades do porte de Caxias e menores oferecem boas oportunidades para novos empreendimentos? Por quê?
Com certeza, a criação do MEI, EIRELI, facilitou e desburocratizou muito mais o processo, além de termos mais acesso a informação sobre tudo. Sobre a cidade ter potencial por ser grande ou pequena, não importa. O desafio maior é encontrar um produto ou serviço que as pessoas estão querendo e/ou precisando, mas que tenha diferencial, seja melhor e mais inovador do que aqueles já existentes. E para motivar, precisa ser algo que tu ame fazer e que não pareça trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.