Em uma semana, FACS ganha dois doutores e um mestre em Comunicação

Professores Leandro Olegário, Rodrigo Rodembusch e Marcelo Tavares defenderam trabalhos na PUC e na Unisinos

Na última semana do mês de março a Faculdade de Comunicação Social (FACS) da UniRitter ganhou dois doutores e um mestre em Comunicação. Os professores Leandro Olegário, Rodrigo Rodembusch e Marcelo Tavares defenderam os seus trabalhos nos Programas de Pós-Graduação em Comunicação da PUCRS e da Unisinos.

Na segunda-feira (26/03) foi a vez do coordenador dos cursos de Jornalismo e Produção Audiovisual, Leandro Olegário, defender a tese de doutorado intitulada A Reconfiguração da Notícia: um estudo sobre um impacto do ciberacontecimento na rotina produtiva no telejornalismo, produzida no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da PUCRS. A tese tem uma grande importância acadêmica, pois segundo o professor tudo que foi analisado e pesquisado no trabalho será transmitido para os alunos em sala de aula. A banca avaliadora foi composta pelos professores Cristiane Finger Costa (PUCRS – orientadora); Antônio Carlos Hohlfeldt (PUCRS); Ana Paula da Rosa (UNISINOS); Flavio Porcello (UFRGS); e Chistina Musse (UFJF). “Hoje tenho a sensação de dever cumprido. Iniciei o doutorado sendo professor da UniRitter, e hoje concluo sendo também coordenador acadêmico de dois cursos”, comemorou Olegário.

No dia seguinte (27/03) quem concluiu o doutorado foi o também professor do curso de Jornalismo e coordenador do International Office, Rodrigo Rodembusch. A tese intitulada Rádio Comunitária e Cidadania Comunicativa: Interação entre comunidade, interlocutores e ouvintes das Rádios Comunitárias Lomba do Pinheiro e A Voz do Morro foi produzida no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Unisinos. Os professores Juciano de Souza Lacerda (UFRN); Graziela Soares Bianchi (UEPG); Fabricio Lopes da Silveira (UNISINOS); Maria Clara Jobst de Aquino Bittencourt (UNISINOS); e Jiani Adriana Bonin (UNISINOS – orientadora) compuseram a banca avaliadora. “A conclusão desse doutorado é gratificante, me sinto um profissional ainda mais capacitado, e com a sensação de que podemos mudar o mundo”, disse Rodembusch.

Na semana anterior, no dia 23/03, a FACS já tinha ganho mais um mestre. O professor de Relações Públicas e coordenador de Ensino dos cursos de Relações Públicas e Publicidade e Propaganda, Marcelo Tavares, defendeu a dissertação O caráter educativo da práxis de Relações Públicas: uma leitura humanista da atividade no Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da PUCRS. O trabalho foi avaliado pelos professores Claudia Peixoto de Moura (PUCRS –orientadora); Eugenia Maria Mariano da Rocha Barichello (UFSM); e Cleusa Maria Andrade Scroferneker (PUCRS). A importância do trabalho, de acordo com Marcelo, está na proposta de rediscutir as práticas profissionais sem o caráter funcionalista ou operacional, ou seja, refletir sobre as contribuições das Relações Públicas para a sociedade. Segundo o professor, a defesa foi um momento gratificante que finalizou uma trajetória acadêmica dedicada a entender um pouco mais sobre essa área. “Dedico o estudo a todos os profissionais e acadêmicos de Relações Públicas”, concluiu Marcelo.

Este slideshow necessita de JavaScript.