Design da UniRitter celebra 15 anos de atuação

Evento realizado no Campus Zona Sul a marcou a passagem da data

O Campus Zona Sul foi palco, na segunda-feira (29/05), de um evento que celebrou a passagem de dois momentos marcantes para a UniRitter: os 15 anos cursos de Design Gráfico e Design de Produtos; e os 10 anos do Design de Moda. Para celebrar a data, foi feita a customização de um letreiro dos 15 anos no saguão do prédio A. Depois dessa atividade, alunos, professores e convidados participaram do bate-papo “Design Ilustrado” que reuniu a artista gráfica Lídia Brancher, o designer gráfico Rodrigo Cambará e o typedesigner Fábio Haagg. A conversa foi mediada pelo professor Lourenço Degani.

Egressos da UniRitter, Lídia Brancher e Rodrigo Cambará, acompanhados pelo aluno de Design Gráfico Victor Oliveira, do 3º semestre, deram início às comemorações customizando o letreiro com o número 15. “Foi uma experiência muito legal trabalhar com o Rodrigo. É muito importante essa mescla de estilos, até porque o dele é muito diferente do meu. Conhecer outros artistas faz com que a gente abra nossos horizontes e saia da zona de conforto”, ressaltou Victor. Durante a realização da arte, a discotecagem ficou por conta da egressa do curso de Design de Moda, Nina Sodré, que hoje trabalha como DJ profissional. “Entrei no mundo da música por causa do Design. Meus trabalhos sempre foram voltados para o lado streetwear, e isso foi a porta de entrada para o universo musical”, explicou.

Um dos primeiros docentes dos cursos de Design na UniRitter, Lourenço Degani comemorou a passagem da data. “Vimos esse curso crescer e ele já passou por diversas fases. Porém, mantém aquele espírito inicial, com um corpo docente muito unido”, afirmou o professor do Design Gráfico. “Eu entendo o curso de Design como um curso de sucesso dentro da Uniritter”, completou.

Após a customização do letreiro, o professor Degani e a coordenadora do curso de Design de Produto, Lizandra Kunzler, deram prosseguimento ao evento no Auditório Master. No bate-papo, Lídia Brancher expôs algumas de suas obras, que têm como tema principal a figura feminina, e destacou a importância da passagem pela UniRitter. “O Design, não só como representação gráfica, me auxiliou como uma experiência de vida”, revelou a artista gráfica. Já Rodrigo Cambará, que já desenvolveu projetos para Grupo RBS, PUCRS, Rede Pampa e Grupo Record, falou sobre o outro olhar que o artista desenvolve ao longo da carreira. “Não tem como criar uma obra sensacional se a pessoa não observa os pequenos detalhes. Acredito muito mais em dedicação do que inspiração”, disse.

Por fim, o typedesigner Fábio Haag, fundador de uma das primeiras typefoundries brasileiras, a Bytipe – e, posteriormente, ingressante na Dalton Maag, onde já expôs diversos projetos pelo mundo e é responsável por alfabetos como os das caixas dos aparelhos Nokia, dos carros da Toyota, das embalagens do McDonald’s e O Boticário – falou sobre a importância da tipografia para a comunicação. “Temos que ter um certo cuidado com os olhares sobre as fontes e sobre como elas influenciam, propositalmente, em algo: a importância não está no que se lê, mas em como aquilo foi escrito”, concluiu Fábio.

Este slideshow necessita de JavaScript.