Copa dos Refugiados: Senegal vence Angola no primeiro jogo da semifinal

Vitória por 1 a 0 garantiu seleção senegalesa na final. Adversário sai do confronto entre Líbano e Peru

Abrindo o segundo e último dia de jogos da Copa dos Refugiados, o encontro entre as seleções de Senegal e Angola começou agitado. As duas seleções se enfrentaram na primeira semifinal do torneio, no estádio Beira-Rio.

Os dois times entraram em campo com garra e passes rápidos, demonstrando vontade em vencer e conquistar um lugar para disputar a final da copa. Logo no início do jogo, durante uma cobrança de escanteio pelo lado direito do campo, houve um bate e rebate dentro da área, sobrando a bola nos pés do camisa 14 do Senegal, El-Hadji Mar Wade, que marcou o primeiro gol da partida.

A seleção senegalesa dominou o primeiro tempo por causa do desempenho do camisa 10, Pape Assane Sal. Já o time da Angola se mostrou dominado e nervoso. Tentou jogadas na troca de passes, porém não teve efetividade.

Se nas quartas de final a Angola dominou seu adversário por conta do entrosamento, hoje foi completamente dominada pela seleção senegalesa. A Angola continuou nervosa e desligada da partida na etapa final. O melhor lance foi em uma jogada pela ponta esquerda com o camisa 11, Tandala Domingos, que ousou alguns dribles para cima do lateral direito de Senegal, resultando em uma falta que foi cobrada, mas não levou perigo. A seleção angolana ainda teve um jogador expulso, o camisa 9, Wilson dos Santos.

O Senegal manteve seu ótimo desempenho no segundo tempo: dominou o meio de campo e criou oportunidades para ampliar o placar. Mesmo sem um segundo gol, o destaque foi a jogada do camisa 10 do Senegal, que aplicou uma meia lua em seu adversário e chutou a bola que passou riscando o pé da trave direita. Agora o Senegal espera o resultado de Líbano e Peru para saber seu adversário na final da Copa dos Refugiados.

DESTAQUE DA PARTIDA

O camisa 10 do Senegal, Pape Assane Sal, foi eleito o destaque da partida (João Cammardelli/Agência INQ)

O destaque da partida foi o camisa 10 da seleção de Senegal, Pape Assane Sal. Ele basicamente fez o jogo de Senegal dar certo. Dominou o meio de campo criando jogadas lindas de se ver. Pape  já mora no Brasil há seis anos e diz gostar muito de onde vive.

A Rádio UniRitter está transmitindo, ao vivo, a Copa dos Refugiados. Para ouvir a transmissão, clique aqui.


COPA DOS REFUGIADOS | FÓRMULA DE DISPUTA