Comemoração encerra o primeiro ano da Agência INQ

Alunos, coordenadores e professores participaram do evento no campus Zona Sul

Apesar de o semestre estar chegando ao fim, o clima foi de festividade, na terça-feira (05/12),  no Foyer do Auditório Master do campus Zona Sul no Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter). Música, comidas e bebidas fizeram parte da comemoração que celebrou a encerramento do semestre da INQ, a agência experimental de comunicação do UniRitter. Composta por inquietos de Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Relações Públicas e Cinema, a INQ é resultado de muita conversa, debates e cooperação entre os cursos. O evento da terça-feira foi organizado pelos universitários de RP, responsáveis pela condução da cerimônia e pela captação dos doces e salgados que encheram a mesa e os olhos dos convidados.

A coordenadora da agência e do núcleo de Jornalismo da INQ, Mariana Oselame, subiu ao palco para agradecer a todos, que demonstraram gratidão recíproca por ter a oportunidade de fazer parte dos primeiros semestres da agência de comunicação. O forte laço de amizade e respeito criado entre alunos e professores ficou claro quando a plateia irrompeu em aplausos no momento em que o coordenador de cada núcleo foi chamado ao palco. À frente do Núcleo de Especiais estava o professor Matheus Felipe; do Núcleo de Relações Públicas o professor Luciano Suminski; e do Núcleo de Publicidade e Propaganda o professor Francisco dos Santos.

Após a fala de Mariana, o diretor da Escola de Ciências Humanas e Sociais, Marc Deitos, narrou o surgimento da agência, que passou a funcionar em março de 2017, mas começou a ser pensada em novembro de 2016. Segundo Deitos, a gênesis da INQ foi um quadro branco, que logo foi preenchido por inúmeros adjetivos e predicados que deveriam fazer parte da personalidade da agência. O diretor mostrou-se orgulhoso com a evolução do projeto e, assim como os outros profissionais da INQ, elogiou a equipe envolvida. Além dos elogios, os universitários foram presenteados com canecas de cor branca com o logotipo da INQ, que tem as cores azul, verde e laranja. A cara nova da agência foi desenvolvida pelo professor de Publicidade e Propaganda, Henrique Luzzardi, que estava presente na cerimônia e também ganhou uma caneca de presente.

Após a entrega dos brindes, os INQuietos foram premiados com mais uma surpresa: a entrega de bolsas do LEP, o curso de inglês do centro universitário. O prêmio foi concedido aos alunos que mais se destacaram durante o ano letivo nos quesitos de “comprometimento, envolvimento, disponibilidade e qualidade”, de acordo com a coordenadora da agência. Andrew Fischer e Robson Hermes foram contemplados no Núcleo de Jornalismo; Matheus Wurlitzer recebeu o prêmio pelo núcleo de Publicidade e Propaganda; Liliane Fraga ganhou a bolsa pelo Núcleo de Relações Públicas; e Luísa Meimes foi premiada por sua atuação no Núcleo de Especiais.

“Vocês mostraram que é possível ter uma relação bacana e profissional entre professor e aluno”, elogiou Matheus Felipe ao entregar o prêmio para Luísa. A fala do coordenador de Cinema foi assentida e replicada pelos outros docentes que estavam no evento e também por Mariana, que fez referência à origem da agência INQ ao elogiar os universitários. “Aquelas palavras colocadas no quadro continuariam sendo somente ideias se elas não fossem abraçadas por vocês”, disse a coordenadora em tom emotivo.

O profissionalismo dos integrantes da agência foi outra unanimidade entre os professores, que valorizaram a postura e expressaram vontade de trabalhar no mercado de trabalho com os alunos. O comprometimento dos universitários com a INQ foi exaltado por Suminski: “É o amor à profissão, é abraçar o projeto. O mundo depende de vocês.” Entusiasta e defensor do projeto, Deitos expressou gratidão a todos que participaram da trajetória da INQ: “A gente só foi capaz de imaginar a INQ porque tínhamos vocês: os coordenadores, professores e alunos. Eu desejo que vocês tenham a mesma sorte que eu tenho de poder contar com uma equipe de trabalho fantástica”, disse Deitos, após definir o dia 5 de dezembro como data oficial do aniversário da agência.

Foram dois semestres de aprendizado, evolução pessoal e profissional, coberturas jornalísticas, projetos, eventos e esporádicos desencontros de ideias que foram resolvidos em conversas francas no chafariz do campus Zona Sul da UniRitter. Depois que coordenadores e professores falaram sobre a experiência, os convidados se juntaram para a foto oficial e desfrutaram de um coquetel com doces, salgados e sucos. O evento que celebrou o primeiro ano da INQ se estendeu por toda a tarde de terça-feira e confirmou a veracidade do slogan da agência que diz: “Inteligência e experiência em comunicação”. A essência é sintetizada no lema; no entanto, fraternidade, comprometimento, profissionalismo, cumplicidade e amizade são qualidades que destacam os universitários, coordenadores e professores que fazem parte da agência de comunicação.

Este slideshow necessita de JavaScript.