Alunos aprovam redário do campus Fapa

Espaço virou ponto de encontro nos intervalos das aulas

Nos intervalos entre as aulas os alunos da UniRitter campus Fapa descansam nas cinco redes que ficam ao lado do prédio 1. Desde que foram instaladas, há uma semana, elas viraram um ponto de encontro entre os estudantes. Deitada em uma das redes, a aluna do curso de Medicina Veterinária, Laís Oliveira, se diz satisfeita com a iniciativa. “Muitas vezes, temos aulas pela manhã e à noite e conseguimos aproveitar esse espaço para ler, estudar ou praticar o nadismo”, conta, entre risos.

O redário da Fapa é o piloto de um projeto do escritório de arquitetura da UniRitter, que pretende ocupar as áreas verdes dos campi para construir espaços de lazer para os alunos. Apesar de ter sido bem recebido, o redário está com a ampliação estagnada porque as redes que seriam utilizadas em uma extensão do projeto estão guardadas como reserva para substituir as danificadas. Em uma semana de uso, duas redes já tiveram que ser substituídas.

Segundo o supervisor de operações do escritório de arquitetura da UniRitter, Alexandre Salazar, o mau uso é a causa dos danos. Para conscientizar os usuários, o escritório vai colocar placas com instruções de conservação. “Nós vamos ver se o pessoal vai começar a cuidar das redes para poder seguir com o projeto. Vamos analisar, veremos a necessidade de abortar (o projeto)”, conta Alexandre.

Grazi Centena, estudante do curso de Medicina Veterinária, aprova a iniciativa. “As pessoas teriam que ter mais consciência para cuidar desse espaço. Saber aproveitar melhor o que a UniRitter disponibilizou para nós”, diz a aluna.