Afinal, o que é o Enade?

Entenda a importância do exame que neste ano vai avaliar cursos de Comunicação de todo país

Numa noite de outono um tanto quanto gelada no campus Fapa, um grupo de sete alunos conversava no intervalo de uma das disciplinas do curso de Publicidade e Propaganda. O grupo era o alvo ideal para a reportagem da Agência INQ disparar a pergunta que não quer calar pelos corredores da Faculdade de Comunicação Social (FACS): afinal, o que é o famigerado Enade? Feita a pergunta, todos ficaram mudos. Só um aluno, após um tempo, ousou responder. “Só sei que é uma prova e tal…”, disse ele, sem muita convicção. A noite, que já era fria, congelou.

Todos os anos, jovens universitários de todo o Brasil são selecionados para realizar o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes, o tão falado Enade. A seleção é feita com base no histórico acadêmico do aluno considerando notas e frequência, e inclui apenas quem está em fase de conclusão do curso. Porém, muitos estudantes não sabem o que é e nem para que serve o teste. Pensam que é apenas mais uma prova. É aí que eles se enganam.

A prova obrigatória do Enade é aplicada desde 2004 pelo Ministério da Educação (MEC) e tem como principal objetivo avaliar o desempenho dos alunos conforme as disciplinas, habilidades e competências que devem ser adquiridas ao longo do curso. Além disso, o exame busca atualizar o nível de estudo com relação à realidade nacional e internacional, juntamente com o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). Entretanto, o aluno que realiza a prova não ganha nota – a avaliação é voltada para as instituições de Ensino Superior.

Na prática, o aluno faz a prova, mas é a sua universidade e o curso no qual ele está se formando que recebem a nota. O resultado do Enade, somado a outros critérios de avaliação – como Conceito Preliminar de Curso (CPC) e Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC) – reflete nos indicadores de qualidade de Ensino Superior. Para exemplificar: suponhamos que os alunos do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter) tenham de fazer, em 2018, a prova do Enade. O resultado dos alunos no exame é que dará uma nota de 1 a 5 ao curso da instituição.

“A prova é importante para o aluno pois serve como revisão de todo o conteúdo estudado durante a graduação e também como uma certificação externa de que ele está apto para o mercado de trabalho. Além disso, as empresas contratantes podem se interessar pelo currículo acadêmico daquele candidato e procurar seu desempenho no Enade, por exemplo”, disse Leandro Olegário, coordenador do curso de Jornalismo da UniRitter.

A prova divide-se em duas partes e possui formatos e pesos diferentes:

Ao final da aplicação dos exames e levantamento das notas, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) disponibiliza cinco tipos de resultado: Boletim de Desempenho do Estudante, Relatório do Curso, Relatório da Área, Relatório da Instituição e o Resumo Técnico. Cursos com os melhores desempenhos estão mais aptos a conquistar bolsas de pós-graduação disponibilizadas pelo MEC para os melhores colocados no ranking final.

Na edição de 2018 o Enade irá avaliar os alunos dos cursos que conferem diploma de bacharel nas áreas de: Administração, Administração Pública, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Comunicação Social-Jornalismo, Comunicação Social-Publicidade e Propaganda, Design, Direito, Psicologia, Relações Internacionais, Secretariado Executivo, Serviço Social, Teologia e Turismo; e dos cursos que conferem diploma de tecnólogo nas áreas de Comércio Exterior, Design de Interiores, Design de Moda, Design Gráfico, Gastronomia, Gestão Comercial, Gestão da Qualidade, Gestão de Recursos Humanos, Gestão Financeira, Gestão Pública, Logística, Marketing e Processos Gerenciais.